Moro convoca chefe da Inteligência da Receita na Lava Jato para transição

O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, chamou para sua equipe de transição o auditor fiscal Roberto Leonel de Oliveira Lima, que comanda a área e investigação da Receita Federal em Curitiba (PR) e contribuía com a Operação Lava Jato. O juiz também convocou a ajuda de delegados da Polícia Federal para montar sua pasta.

Com 58 anos de idade e 33 de atuação na Receita, Leonel tem a confiança do novo ministro. Eles já haviam atuado juntos no caso Banestado. A área de Inteligência da Receita, chefiada por pelo auditor fiscal, é responsável pelo levantamento técnico-contábil da Lava Jato, que já revelou desvios de mais de R$ 40 bilhões dos cofres da Petrobras.

Com a PF e o Ministério Público Federal, a Receita forma o tripé da força-tarefa que já levou para a cadeia políticos de diversos partidos. Moro quer replicar o modelo de combate à corrupção e ao crime organizado em nível nacional. Auditores como Leonel são fundamentais para analisar quebras de sigilos e rastrear o caminho do dinheiro envolvido em crimes.

*Com informações do Estadão Conteúdo

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.